Discutindo a infância

15 de outubro de 2009

Debater os temas árduos que a infância mais atual enfrenta é a proposta da Primeira Jornada Instituto Viva Infância, que acontece próximo sábado (17), das 8h às 12h, no auditório do SESI Rio Vermelho. A inscrição custa R$ 15.

O evento, que adotou o tema “A infância na Contemporaneidade”  vai enfocar aspectos como a infância roubada do ponto de vista da pediatria, cenários da infância pela pedagogia, bullying na infância e os sinais psico-sociais de risco precoce. Os palestrantes são a pediatra Jocete Fontes, a pedagoga Maria Thereza Macilio, a promotora de justiça Edna Sara Cerqueira e a psicanalista Claudia Mascarenhas.

Esse é o segundo evento promovido pelo Instituto Viva Infância, organização que se originou a partir do Infans – Unidade de atendimento ao bebê / núcleo Salvador. O Instituto já realizou mais de 230 atendimentos a crianças e familiares de Salvador.

2 Comentários até o momento

Sua opinião é importante para nós
  1. OCA oficina de cultura e arte
    #1 OCA oficina de cultura e arte 17 outubro, 2009, 23:07

    Olá Mariana!

    Sabe que estava fazendo minha viagem de rotina pelo seu blog e refletindo o quanto vc tem contribuido, com seu trabalho, para possibilitar momentos, encontros e brincadeiras entre pais e filhos!! PARABENS!
    A jornada foi excelente! As discussões foram a partir de diversos olhares, no entanto, algo tinha comum… questões como: a infância hoje, como nós, pais, nos relacionamos com nossas crianças, como está nosso vinculo, qual nossa implicação na relação, nos permitimos brincar com nossos filhos. Enfim, acredito que temos que nos responsabilizar e tentar oferecer de novo uma infância que está um pouco esquecida!

    E vc faz muito bem isso! no seu papel de jornalista e mãe!
    bjs
    Patricia

    Reply this comment
    • marianacarneiro
      marianacarneiro 19 outubro, 2009, 22:37

      Oi, Patricia! Que mensagem ótima, adorei saber do sucesso da jornada e também ler as suas considerações sobre as brincadeiras entre pais e filhos. Elas são mesmo essenciais e é por valorizá-las que me empenho em buscar alternativas nesta cidade e dividi-las com outras pessoas. Como dizem por aí, infância só tem uma (será? A minha parece que não acabou, rs)!! Bjs p vc e Ernesto!

      Reply this comment

Seus dados estarão seguros!O seu endereço de email não será publicado. Seus dados também não serão compartilhados.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.