A Máquina que Dobra o Nada faz temporada no Espaço Xisto

24 de agosto de 2016

Foto Diney Araújo

O espetáculo cênico-musical A Máquina que Dobra o Nada está de volta para temporada no Espaço Xisto, Barris, onde fica em cartaz de 3 a 18 de setembro, sempre aos sábados e domingos, às 16h. .A peça infanto-juvenil mostra a amizade entre um garoto e um cientista, que juntos planejam criar uma máquina fantástica, capaz de dobrar o nada. Inspirada nos neologismos e poemas de Manoel de Barros, a história revela a busca incessante de um homem que luta contra a descriatividade resultante do envelhecimento. Reunindo em cena dez atores e três músicos, o espetáculo aborda temas atuais, discutindo a tecnologia e o contexto das relações virtuais. O texto explora as descobertas do processo de crescimento e, ao mesmo tempo, inclui de forma divertida conhecimentos de Ciências, História, Cultura, Língua Portuguesa, entre outros temas.

Vista por mais de 4 mil pessoas, a peça é definida como “uma aventura poética, científica, musical, cheia de humor, mistérios e muita fantasia”. Provocante, a trama aguça a curiosidade, evoca mistérios e cria uma atmosfera lúdica e dinâmica, potencializada nas músicas, interpretadas ao vivo pelo elenco, e nas coreografias que costuram o enredo e entrelaçam os enigmas da peça.

Vencedora da categoria Espetáculo Infantojuvenil, no 23º Prêmio Braskem de Teatro, a montagem é a primeira direção do ator baiano Caio Rodrigo e marca a inauguração do Coletivo Artesania, Núcleo de Investigação em Arte-Educação que tem como principal objetivo investir em estudos e projetos nessa área. Com 10 anos de carreira e 22 peças no currículo, Caio Rodrigo já trabalhou com os principais diretores da cena teatral baiana: Fernando Guerreiro, Harildo Déda, Nehle Franke, Hebe Alves e Paulo Cunha, entre outros nomes. O grupo tem também Ian Fraser (autor do texto original e que ano passado recebeu o prêmio Jovem Autor Inédito pelo Selo Literário João Ubaldo Ribeiro) e Carmelito Lopes, músico e professor que também estreia como diretor musical e compõe, em parceria com Letícia Lopes, a trilha sonora inédita do espetáculo.

SERVIÇO

A Máquina que Dobra o Nada

Datas: 3 a 18 de setembro, sábados e domingos, às 16h
Local: Espaço Xisto – Rua General Labatut, 27, Barris. Tel: (71) 3117-6155
Ingressos: R$ 20  (inteira) e R$ 10 (meia)
Vendas no local

1 comentário até o momento

Sua opinião é importante para nós

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comentar .


Warning: Illegal string offset 'rules' in /home/customer/www/pequenopolisba.com.br/public_html/wp-content/themes/pequenopolis-theme/functions/filters.php on line 191
<

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.