Tapetes Contadores de Histórias trazem projeto cultural a Salvador

5 de janeiro de 2015

Foto:  Renato Mangolin

O grupo carioca Os Tapetes Contadores de Histórias inaugura nesta terça (6) em Salvador projeto inédito que reúne exposição interativa, narração de história, palestra e oficina. As ações culturais, voltadas ao público infanto-juvenil, seguem até o dia 8 de fevereiro na Caixa Cultural (Carlos Gomes), no horário das 9 às 18 horas, com acesso gratuito.

Intitulada Viagem pelo mundo através das histórias, a iniciativa convida o público a percorrer os cinco continentes, conhecendo culturas e costumes através de objetos/tapetes, com narrativas e cenários de contos populares e autorais de lugares representativos do mundo. Crianças e adultos participam da viagem por um mundo de fantasia, baseada em ambientação e ações nela realizadas. A ideia é promover uma aproximação afetiva com as influências de culturas diversas, valendo-se da força da narrativa.

A exposição traz os delicados tapetes do acervo do grupo, com seus bordados a aplicações especiais, tecidos que se transformam em cenários para que bonecos de pano virem personagens e possam viver suas aventuras nas palavras e mãos dos contadores e visitantes. A mostra tem obras inéditas do repertório e outras do acervo permanente do grupo, tanto de criação própria quanto feitas em processos colaborativos em oficinas na cidade do Rio de Janeiro ou em parceria com artistas e artesãos do Peru e França.

O projeto inclui também sessões de narração de histórias, duas oficinas sobre a arte de contar histórias e um encontro reflexivo com o tema “Mediação como busca de autonomia”, além de uma roda de histórias, com o objetivo de trocar experiências e culturas.  [DDET Clique para Ler Mais]

SOBRE OS TAPETES CONTADORES DE HISTÓRIAS

Desde 1998 o grupo de atores e contadores Os Tapetes Contadores de Histórias se dedica à narração de histórias, realizando espetáculos, sessões de histórias, oficinas, exposições interativas e projetos culturais que envolvem oralidade, artes visuais e teatro, utilizando objetos (tapetes, painéis, malas, aventais, roupas, caixas e livros de pano) como cenários de contos autorais e populares de origens diversas, a fim de despertar o imaginário de crianças, jovens e adultos para as artes e a leitura.

Formados em Artes Cênicas pela UniRio, sua pesquisa tem como base os contos de tradição oral e da literatura em geral, e as interseções entre oralidade e artes visuais. Atualmente o grupo possui um acervo de 55 objetos que correspondem a um repertório que vai desde contos populares de origens diversas a escritores como Ana Maria Machado, Carlos Drummond de Andrade, Jutta Bauer, Manoel de Barros, Marina Colasanti, Peter Bichsel e Ricardo Azevedo. Com este material foram criados alguns espetáculos e sessões de histórias direcionadas especialmente para crianças (Passarinho à toa, O rei que ficou cego, Bicho do Mato, Cabe na Mala?, Palavras Andantes, Retalhos de Drummond,) ou exclusivamente para jovens e adultos (3Horizontes, O mundo de fora pertence ao mundo de dentro, Divinas y Humanas).

Oficinas sobre a arte de contar histórias

Intercalando teoria e prática, a oficina se dedica ao tema da arte de contar histórias e seus desdobramentos, onde os participantes passam por dinâmicas em torno das práticas narrativas, do diálogo entre narração e animação de formas e criação de suportes plásticos (tapetes, painéis, dentre outros).

Com duração de 12 horas, divididas em quatro encontros, a oficina é direcionada a profissionais de arte, literatura, educação e leitura, bem como todos os interessados em conhecer e se aprofundar nos princípios e nas possibilidades criativas da arte de contar histórias.

A primeira turma será  no período de  13 a 16 de janeiro,  com Warley Goulart e a segunda de 27 a 30 de janeiro com Cadu Cinelli – sempre das 18h às 21h

Cada oficina atende até 25 participantes, mediante inscrições via email: [email protected]

Encontro Reflexivo

Encontro reflexivo  com a presença de Thiago Borazanian (psicopedagogo, fotógrafo e arte educador) e de Cadu Cinelli (ator, contador de histórias e artista visual), abordando os estímulos e ambientes artísticos e culturais atualmente disponíveis para crianças e jovens, e sua influência na percepção e na educação a partir das seguintes questões: O que as escolas, os museus e a instituições culturais estão fazendo para manter esses espaços como espaços de vida? As pessoas se veem nesses espaços? Sentem que pertencem à eles? Qual o papel dos educadores e mediadores? A partir desses questionamentos, e de outros que surgirão, é proposto um bate-papo sobre a busca de autonomia e emancipação dos sujeitos através da experiência.

Roda de Histórias

Tendo como propósito principal a troca de experiências e culturas, a roda de histórias acontecerá no dia 6 de fevereiro, sexta-feira, das 18h às 21h, recebendo público de até 40 pessoas.

SERVIÇO DAS ATIVIDADES

OndeCaixa Cultural Salvador – Rua Carlos Gomes, 57, Centro, tel. 3421-4200

Exposição interativa: “Viagem pelo mundo através das histórias”

Abertura da visitação: 6 de janeiro de 2015 (terça-feira), às 9h

Período :  6 de janeiro a 8 de fevereiro de 2015 ( terça a domingo)

Horário: das 9h às 18h (exceto em horário de apresentações)

Acesso: gratuito

 

Sessões de histórias

Período :  6 de janeiro a 8 de fevereiro de 2015

Grupos agendados

Horário: às 10h e às 14h30( terça a domingo) pelo telefone: (71) 3421-4200

Público espontâneo

Horário: às 16h e às 17h (sábados e domingos)

Obs: Acesso mediante senha distribuída 1 hora antes do início do espetáculo

 

Oficina: “Ateliê de Histórias” – formação de contadores de histórias

Faciltador: Warley Goulart

Período: 13 a 16 de janeiro (terça a sexta), das 18h às 21h

Facilitador: Cadu Cinelli

Período: 27 a 30 de janeiro (terça a sexta), das 18h às 21h

Inscrições: [email protected] | 25 vagas

Informações: (71) 3421-4200

 

Encontro Reflexivo: Mediação como busca de autonomia

Facilitador Thiago Borazanian

Dia: 23 de janeiro de 2015 (sexta-feira), das 18h às 21h

Acesso: Gratuito

 

Roda de Histórias

Dia: 6 de fevereiro de 2015 (sexta-feira),  das 18h às 21h

Acesso livre

APROVEITE QUE ESTÁ NA CAIXA CULTURAL E CONFIRA exposição de Miró e outra sobre patrimônio imaterial brasileiro [/DDET]

4 Comentários até o momento

Sua opinião é importante para nós

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comentar .


Warning: Illegal string offset 'rules' in /home/pequenop/public_html/wp-content/themes/pequenopolis-theme/functions/filters.php on line 191
<

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.