Os Parlapatões estão de volta, agora com O Bricabraque

11 de outubro de 2012

A incrível história de um leiloeiro maluco que se apaixona por uma pulga é o mote para O Bricabraque, espetáculo do ótimo grupo Parlapatões, que volta a Salvador para apresentações na Caixa Cultural. A temporada começa nesta quinta-feira (11) e segue até 21 de outubro, com apresentações de quinta a domingo, sempre às 16h.

A peça mostra a atuação solo cheia de improviso de Raul Barretto, e conta as aventuras do leiloeiro maluco Bricabraque e sua paixão pela pulga Gala. Um dos pontos altos do espetáculo é a interação com o público infantil, que desde a entrada do teatro passa a participar da
brincadeira, ganhando um dinheiro de brinquedo chamado Cabraquês, que permite um dos jogos entre o ator e as crianças. A partir daí, ele oferece a tal história que promete juntar aventura, mistério, romance e tudo mais o que a plateia pedir.

Bricabraque é um palhaço em outros trajes que dialoga da mesma forma que as crianças, sem separar o passado, o presente e o futuro. Os recursos plásticos e sonoros servem para reforçar as habilidades do ator nos jogos que alternam as passagens da aventura com a participação provocada (e não-forçada). Tudo visa manter a trama ao mesmo tempo em que se cria um tipo de interação que só é possível entre crianças e palhaços.

Em quatorze anos de atividades, os Parlapatões já produziram vinte espetáculos, todos com grande sucesso de público. Embora seja comum encontrar crianças na plateia de todos os espetáculos do grupo, apenas três das produções parlapatônicas foram direcionados diretamente ao público infantil.

No dicionário, Bricabraque é um vendedor de bugigangas. O Bricabraque de nossa história é um vendedor atrapalhado, que confunde o que narra com o que está acontecendo. Ele vende tudo. Em geral, coisas muito antigas: relógios de sol, bules astecas, vitrolas, enfim, o que
aparecer na sua frente ele passa nos cobres. A única velharia que não vende de jeito nenhum é um anel que ganhou de sua mãe, antes dela morrer.

Ele se envolve em uma série de confusões por causa da pulga chamada Gala. Apesar de muito atrevida e irreverente, ela demonstra gostar muito de Bricabraque, que sempre a recusa. Gala não é uma pulga qualquer, pois, além de falar, tem uma força descomunal. A raiva que
Bricabraque nutre pelo pequeno e incômodo inseto desaparece quando ela consegue para ambos um emprego em um circo. Lá tudo é diversão e alegria até que o Dono do Circo vende a pulga a um vilão cruel e terrível. Bricabraque empreende uma intensa aventura para salvar Gala e vai descobrindo, aos poucos, o quanto gosta dela. Ao final, ele a encontra, mas não consegue salvá-la.

Na definição do próprio grupo, “é um espetáculo cômico e divertido que procura dar uma visão sobre a perda e até sobre a morte para crianças”. Bricabraque é uma comédia para crianças de todas as idades, aconselhado para maiores de três anos, e tem duração de 50 minutos.

A entrada para o espetáculo será feita pela doação de um quilo de alimento não-perecível, trocado a partir das 14h do dia de cada espetáculo. Chegue cedo porque na Caixa Cultural a programação é sempre muito disputada e a arena é pequena!

Onde fica: Rua Carlos Gomes, 57, Centro, tel. 3421-4200

3 Comentários até o momento

Sua opinião é importante para nós
  1. Ana Paula Souza
    #1 Ana Paula Souza 11 outubro, 2012, 09:46

    Ah! Como eu gostaria de levar o meu filhote Gabi a este espetáculo!!!

    Reply this comment
  2. Mirtes Aquino
    #2 Mirtes Aquino 11 outubro, 2012, 10:57

    Mari, não conheço este espetáculo, mas o grupo Parlapatões nós adoramos. Já fomos vê-los na Caixa Cultural e foi maravilhoso, minha filha se divertiu muito.
    Ana Paula, não deixe de levar seu filhote. Serão várias apresentações, e certamente valerá a pena. Só fique atenta para chegar cedo mesmo, porque a disputa por lugares é grande.
    bjs

    Reply this comment

<

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.