O que as crianças ganham com projetos culturais?

Por Christiane Deucher*

Tomei conhecimento de uma pessoa que foi premiada porque criou um projeto social de revitalização de praças. Mas a ideia começou a partir de uma praça perto de sua casa. Em seu discurso, ela defendeu a ideia de que quem se preocupa com o futuro e quer um mundo melhor, deve começar aos poucos. Não adianta querer salvar a Floresta Amazônica, sem ter atitudes pequenas voltadas para seu bairro, sua cidade, sua região.

É verdade. Então, qual o caminho para ajudar as crianças do mundo todo? Se você pensa que não existe uma maneira exata de ajudá-las, está enganado. Cada pessoa pode começar aos poucos e fazer o que lhe é cabível. O dono de uma empresa, por exemplo. Qualquer atitude tomada por ele em nome da instituição pode ter alcance por toda uma região. Agora imagine várias empresas. Com certeza o resultado será absolutamente positivo e com alto grau de abrangência.

A educação é um dos tópicos mais importantes na sociedade. Infelizmente, defasado no Brasil. Mas é possível reverter o caso. Os projetos culturais são exemplos de atitudes que podem transformar a realidade. Isso se deve pela metodologia usada. As instituições de ensino focam em cumprir com o calendário de conteúdo e deixam de lado um planejamento complementar às disciplinas ensinadas. Já os projetos culturais ensinam de uma maneira complementar e divertida. É um reforço ao ensino.

Isso acontece através do teatro, da música, circo, dança, mágica e muito mais. Além da união destes em espetáculos artísticos. As cores e o dinamismo conquistam as crianças. Estes fatores fazem com que as crianças tenham mais vontade de aprender, prende a atenção, ativa a curiosidade e a criatividade, além de permitir uma interação dos alunos.

E sabe o que as crianças ganham com estes projetos culturais? A arte e a cultura mudam a realidade de muitos pequeninos por aí. A educação é essencial na formação de todos. Em um mundo em que as crianças crescem conectadas à internet o tempo todo e não desgrudam dos jogos eletrônicos, a interação em ações culturais ensina como conviver melhor. E o mais importante transmitir e reforçar um rico conteúdo educacional.

As atividades culturais também diminuem o número de crianças nas ruas. Elas começam a se engajar e a querer construir uma vida melhor, sem drogas e mais confortável. Então, o que elas ganham é uma base educacional de qualidade e um futuro promissor.

Quem nunca ouviu falar ou mesmo viu as apresentações do Circo de Soleil? A companhia não começou do tamanho que é hoje. Eram nas ruas que um grupo de coloridos personagens vagueava em cima de pernas de pau, soltando fogo, dançando e fazendo malabarismo. E atualmente é um exemplo de entretenimento de alto valor artístico para o mundo. Ele desperta o interesse, a vontade de milhares de jovens a praticar atividades artísticas. Além de fazer muitos jovens sonharem em um dia rodar pelo mundo encantando as pessoas com sua arte.

E é o ato de sonhar que a Pedagogia Cultural deve continuar estimulando nas crianças. É o que o mundo precisa. Todos nós saímos ganhando, quem proporciona, quem recebe e quem vai usufruir no futuro.

* diretora da franquia máster do Brasil da Fun Science – Ciência Divertida – empresa líder em atividades científicas interativas para crianças entre 04 e 17 anos

Nenhum comentário até o momento

Sua opinião é importante para nós

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a comentar .


Warning: Illegal string offset 'rules' in /home/pequenop/public_html/wp-content/themes/pequenopolis-theme/functions/filters.php on line 191
<

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.